A DIABETES TIPO 2

A Diabetes Tipo 2 é uma doença crónica que ocorre  habitualmente na faixa adulta e está fortemente associada ao excesso de peso, à vida sedentária e ao tabagismo.

 

Estes fatos levam a que esta doença esteja a aparecer nos jovens e até mesmo nas crianças.

 

É caraterizada por uma produção insuficiente de insulina ou por uma incapacidade do corpo em utilizá-la (insulinorresistência). 


A insulina é uma hormona que controla a entrada da glucose (açúcar) para as células do corpo e quando esta é insuficiente ou não é usada como deveria, a glucose acumula-se no sangue (glicemia) em vez de entrar nas células, impedindo-as de funcionar corretamente.

QUEM PODE DESENVOLVER DIABETES MELLITUS TIPO 2?

Qualquer pessoa pode desenvolver Diabetes Tipo 2, no entanto existem fatores de maior risco:

  • pessoas com excesso de peso

  • mulheres que tenham tido diabetes na gravidez

  • mulheres que tiveram filhos grandes (com mais de 4 Kg)

  • história familiar de Diabetes Tipo 2

  • pessoas com síndrome metabólico (um conjunto de problemas que incluem colesterol e trigliceridos elevados, HDL baixo, LDL alto e hipertensão).

  • as pessoas mais idosas são mais suscetíveis de desenvol- verem a doença

  • a toma de alguns medicamentos, por exemplo: os corticosteroides

QUE SINTOMAS?

O aparecimento é habitualmente lento e os sintomas podem ser tão discretos que passam despercebidos levando a que o diagnóstico seja tardio. (Este fato leva a que por vezes as pessoas no momento do diagnóstico já têm a doença há alguns meses ou mesmo anos)

Os principais sintomas são:

  • sede

  • urinar frequentemente

  • cansaço

  • prurido (comichão) intenso, em especial na região genital

  • por vezes a perda de peso pode estar presente

Por o diagnóstico ser muitas vezes tardio, pode acontecer realizar-se só na altura do aparecimento de complicações, por exemplo:

  • problemas sexuais

  • mãos e pés dormentes ou com formigueiro

  • diminuição da visão

TRATAMENTO

O principal objetivo do tratamento da pessoa com diabetes é conseguir um ótimo controlo metabólico, para que possa ter uma vida com qualidade, evitando ou atrasando as complicações crónicas da diabetes (tais como problemas renais, oftalmológicos, cardíacos, entre outros).

Sendo uma doença crónica, o tratamento deverá ser contínuo (para toda a vida) e a pessoa com Diabetes Tipo 2 consegue uma boa compensação com:

  • alimentação equilibrada que ajuda a controlar os níveis de glucose no sangue e o peso.

  • exercício físico que reduz o problema da insulinorresistência, melhora a circulação e fortalece os músculos e articulações.

Medicação (comprimidos ou insulina), tomada regularmente importante:

  • fazer análises regularmente

  • vigiar a tensão arterial

  • avaliar a glicemia capilar periodicamente de acordo com os objetivos estabelecidos com a equipa de saúde.

Nota: A informação contida nesta página é complementar das recomendações fornecidas pelos profissionais de saúde e em nenhuma situação as substitui.

2021_diabetesT2-1.jpg
Clique nas capas para saber mais sobre a Diabetes
2021_diabetes-1.jpg
2021_diabetesT1-1.jpg
2021_diabetesT2-1.jpg
2021_adocantes-1.jpg
2021_gravidez-1.jpg
2021_hba1c-1.jpg
2021_hipoglicemia-1.jpg
2021_hidratos-1.jpg
2021_autocontrolo-1.jpg
2021_olhos-1.jpg
2021_cetonemia-1.jpg
2021_disfuncao-1.jpg
2021_pes-1.jpg